ESTUDO PARA LESMA

 

É uma composição entre dança, música e poesia. Com vocação para amplos espectros de público, propõe uma investigação sobre as possibilidades de apoios do corpo numa superfície vertical. O espetáculo envolve o espectador pela possibilidade de tirar os pés do chão, derretido, escorregadio sobre uma parede numa exploração constante. Essa pesquisa - intrinsecamente conectada com a poesia de Manoel de Barros, flexibiliza o pensamento, o corpo, o próprio ser. Estudar para ser lesma é o desejo de perder o chão, desprender-se de uma lógica, deixar-se guiar pela consciência de ser lesma e se surpreender pelas impossibilidades que se realizam.